Conectamos a arte, cultura e alegria de estar com você para fazer um trabalho cada vez melhor. 
DOE
Contribua com o desenvolvimento das nossas atividades 
PARCEIROS
FiQUE POR DENTRO

RÁDIO PALAFITA

+55 13 32919464
 
2002 - 2019 Arte no Dique. Todos os direitos reservados.

O SOM DO ARTE NO DIQUE

1/3

Resultado de uma emenda parlamentar do então deputado estadual Paulo Alexandre Barbosa, a Mostra Cultural do Arte no Dique teve início em 2011 e, desde então, se tornou um evento anual e que reúne grandes nomes da arte na região. A programação mescla apresentações produzidas a partir das oficinas do instituto, com outras de artistas de renome regional e nacional, promovendo o intercâmbio cultural. Ocorre sempre no último fim de semana de novembro.

Já marcaram presença na mostra cultural artistas renomados da música brasileira como Morais Moreira, Wilson Simoninha, Armandinho Macedo, Hamilton de Holanda e Peu Meurray. E talentos da região. Assim, um dos objetivos tem sido realizado: propiciar um intercâmbio cultural entre profissionais da região e fora.​

Em todas as edições, a mostra também leva ao público oficinas de formação, visando desenvolver aptidões e propiciar às pessoas profissionais que possuem expertise reconhecida nacional e internacionalmente no âmbito cultural.​

Marcos

VINICIUS

"É CADA VEZ MAIS PRESENTE E NECESSÁRIA A EDUCAÇÂO AMBIENTAL, RECICLAGEM E A CRIAÇÃO DE HORTAS. ISSO DEVERIA SER IMPLEMENTADO NAS ESCOLAS, TANTO NAS PÚBLICAS COMO PARTICULARES, COMO MATÉRIA OBRIGATÓRIA. O PLANETA PEDE! SABEMOS QUE AS REGIÕES MAIS AFETADAS SÃO AS DE PERIFERIAS, E SE TRABALHARMOS FORTE PARA EDUCAÇÃO ALGUNS PROBLEMAS TENDEM A DIMINUIR''

O Instituto Arte no Dique busca através da Arte e Cultura transformar vidas e gerar oportunidades aos moradores da maior favela sobre palafitas do país, localizada no Dique da Vila Gilda, em Santos/SP.

 

Por esse caminho trilhamos sempre com a certeza que poderíamos mudar vidas e conquistar novos caminhos onde nossa filosofia e propósitos nos levasse.

O Arte no Dique pulsa ao som da nossa percussão e no coração daqueles que de alguma forma foram impactos com as nossas ações socioculturais. 

Cultura que transforma!