Conectamos a arte, cultura e alegria de estar com você para fazer um trabalho cada vez melhor. 
DOE
Contribua com o desenvolvimento das nossas atividades 
PARCEIROS
FiQUE POR DENTRO

RÁDIO PALAFITA

+55 13 32919464
 
2002 - 2019 Arte no Dique. Todos os direitos reservados.

O SOM DO ARTE NO DIQUE

INTERCÂMBIO 2018

Crianças do Dique da Vila Gilda participam de intercâmbio cultural na Itália

Com idades entre 8 e 16 anos, 10 crianças do Instituto Arte no Dique farão shows e participarão de gravação de CD em solo europeu.

28 de novembro de 2002. Nessa data foi lançada a pedra fundamental do Instituto Arte no Dique. Passados mais de 15 anos, mais de 5 mil pessoas, em grande parte moradores do Dique da Vila Gilda, em Santos, frequentaram as oficinas da instituição, tiveram acesso à cultura e à arte. “Cultura como um todo”, como costuma dizer o presidente da ONG, José Virgílio Leal de Figueiredo, já que o Arte no Dique trabalha, com seus colaboradores, alunos, frequentadores, parceiros, a questão da cidadania. Desde a entrega semanal de leite para a comunidade, até as oficinas de percussão (que deram início ao projeto), violão, dança, informática, customização, as exibições de filmes seguidas de debates, shows. Artistas de renome internacional como Gilberto Gil, Moraes Moreira, Sergio Mamberti, Lecy Brandão, Wilson Simoninha, Hamilton de Holanda, Armandinho Macedo, Luiz Caldas, Geraldo Azevedo, entre outros, já se apresentaram no espaço.

O Dique da Vila Gilda na Zona Noroeste de Santos é a região com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da Baixada Santista, onde está a maior favela sobre palafitas do Brasil, com cerca de 22 mil habitantes vivendo em condições precárias, em palafitas à beira do mangue, sobre o Rio Bugre.

Diariamente, cerca de 600 pessoas participam do projeto, que tem a missão de oferecer oportunidade de transformação e desenvolvimento humano e social a crianças, adolescentes, jovens e adultos através da participação da comunidade em ações educativas, de geração de renda, meio ambiente e valorização da cultura popular da região. O trabalho sério, que gerou importantes resultados inclusivos, levou a instituição a tornar-se referência em inclusão social, no Brasil e no exterior, sendo convidada diversas vezes festivais e congressos.

Intercâmbio cultural

Em 21 de novembro, dez crianças com idade entre 8 e 16 anos, que participam de oficinas na instituição, embarcarão para a Itália, onde participarão de workshops, farão quatro shows e gravarão três músicas para o CD do Conservatório da cidade de Larino. O convite foi feito pelo maestro Giulio Constanzo, após mediação do jovem santista Gabriel Prado, que estudou no Instituto Arte no Dique e há cerca de um ano foi morar na Itália, onde atualmente é músico profissional.

Edson Cabeça, professor de percussão do instituto, também ministrará workshops, durante o intercâmbio.

“Essa troca de experiências será enriquecedora culturalmente para nossas crianças e jovens que, assim como Gabriel, terão portas abertas e oportunidades profissionais no futuro. Cultura e educação andam lado a lado, e o Arte no Dique busca, sempre, fortalecer essa união para gerar oportunidades e desenvolver a cidadania”, afirma José Virgílio Leal de Figueiredo, presidente da instituição.

Além do contato com profissionais do ramo musical e artístico, as crianças poderão aprender mais sobre os costumes, pois ficarão hospedadas em casas de famílias italianas.